Profissão Agronomia - Números do mercado de trabalho

Salários

Os engenheiros agrônomos encontram ótimas oportunidades de emprego com salários altos desde o início da carreira, independente do setor específico de atuação (gado, cereais, frutas, hortaliças, etc). O piso salarial recomendado para a profissão é de aproximadamente R$4.700,00 para uma jornada de trabalho de 30 horas semanais, e de R$6.700,00 para uma jornada de 40 horas semanais. Isso nem sempre é seguido, mas mesmo assim esse profissional é bem remunerado no país: em início de carreira, um engenheiro agrônomo ganha em média R$4.000,00 por mês, e conforme vai acumulando experiência relevante na área e mais conhecimentos sobre todos os processos envolvidos no trabalho, pode assumir cargos de maior responsabilidade e complexidade, como gerente e supervisor, e ganhar em média R$8.000,00. No auge da carreira, que costuma ser alcançado dentro de 10 a 15 anos depois de formado, o engenheiro agrônomo pode ocupar cargos de diretor e ganhar mais de R$12.000,00 por mês. Dependendo do setor e do porte da empresa, esse valor pode aumentar ainda mais, e profissionais que se destacam podem chegar na casa dos R$40.000,00 ou R$60.000,00 mensais.

O mercado de trabalho

O Brasil é um dos maiores produtores agropecuários do mundo, então as perspectivas de empregabilidade para esse profissional são ótimas, tanto em empresas privadas quanto no setor público. Há muitas oportunidades em propriedades rurais nas regiões com grande produção agrícola como Sul, Sudeste e Centro-Oeste, mas o engenheiro agrônomo também encontra vagas em centros urbanos em empresas, indústrias e órgãos públicos. Alguns exemplos de locais que absorvem muitos engenheiros agrônomos são indústrias de adubo, equipamentos, sementes e alimentos, Secretarias Municipais e Estaduais de Agricultura, órgãos do Ministério da Agricultura, cooperativas e ONGs. O profissional também pode trabalhar em questões ligadas a gestão ambiental, em expansão devido à crescente preocupação com sustentabilidade e responsabilidade social. Segundo especialistas, a área de energias renováveis ou biocombustíveis é promissora no país e no mundo. Para o crescimento da carreira, é essencial ter formação contínua através de cursos de especialização e pós-graduação, que diferenciam o profissional e o qualifica a cargos de maior nível hierárquico, além de se manter sempre atualizado sobre as novas tecnologias e legislações no setor. Indica-se realizar estágios durante a faculdade para conhecer a realidade e os desafios cotidianos da profissão, para saber com que área tem mais afinidade e gostaria de se especializar futuramente, e para ingressar no mercado de trabalho com mais facilidade.

Por dentro da carreira em Agronomia

Os engenheiros agrônomos encontram ótimas oportunidades de emprego com salários altos desde o início da carreira, independente do setor específico de atuação (gado, cereais, frutas, hortaliças, etc). O piso salarial recomendado para a profissão é de aproximadamente R$4.700,00 para uma...

Leia Mais